Ter, 10 de novembro de 2020, 06:12

Departamento de Fisioterapia da UFS oferece teleatendimento voltado à saúde do trabalhador
Serão disponibilizadas 24 vagas por cada dia de atendimento

Abel Victor | Rádio UFS - O Departamento de Fisioterapia da Universidade Federal de Sergipe (UFS) está ofertando o serviço de teleatendimento voltado à saúde dos servidores e terceirizados da instituição diante do isolamento social provocado pela epidemia do novo coronavírus. As atividades estão previstas para começar nesta terça-feira, 10.

Os atendimentos vão ser realizados por alunos do último ano do curso de Fisioterapia do campus de São Cristovão, sob supervisão da professora Maria Goretti e da fisioterapeuta Eline Cunha, às terças e quartas-feiras, das 14h às 17h. Serão disponibilizadas 24 vagas por cada dia de atendimento.

Para participar, o interessado pode solicitar o serviço através do whatsapp no número: (79) 99191-1230. Após a solicitação, o professor responsável vai realizar o agendamento do horário e da data do atendimento remoto.

A professora Maria Goretti conta que o teleatendimento é ofertado através de uma disciplina curricular e surgiu da necessidade de atividades práticas para alunos que estão no estágio supervisionado, “além da existência de uma demanda de servidores e professores da UFS que precisam receber orientações educativas quanto a Prevenção de LER/DORT (Lesões por Esforços Repetitivos/ Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho) durante o trabalho remoto”.

+ Rádio UFS transmitirá apuração da votação das Eleições 2020


Professor Maria Goretti coordena a iniciativa. Foto: Arquivo/Ascom UFS
Professor Maria Goretti coordena a iniciativa. Foto: Arquivo/Ascom UFS

“Como também da necessidade em desenvolver a atenção primária em saúde através de diversas ações em educação em saúde, tais como: orientar aos servidores e docentes da UFS sobre a análise ergonômica do trabalho durante as suas atividades remotas”, complementa a professora.

Goretti ainda afirma que serão realizados durante os atendimentos “suporte à saúde clínica de longa distância, educação relacionada à saúde dos trabalhadores, bem como realização individual da análise ergonômica do trabalho do home office dos servidores e professores, orientações educativas específicas para o trabalho remoto e cinesioterapia laboral, que são exercícios terapêuticos voltados para o prevenir LER/DORT durante o Trabalho Remoto”.

A docente também destaca a importância do atendimento aos trabalhadores na pandemia. “O maior propósito do teleatendimento em saúde do trabalhador é prevenir o aparecimento de doenças ocupacionais relacionadas ao trabalho remoto, além de minimizar as queixas de dor, tensão muscular e desconfortos na coluna vertebral provenientes de muitas horas de trabalho no computador e/ou dispositivos móveis (celular, notebook, tablet entre outros).”


Atualizado em: Ter, 10 de novembro de 2020, 06:23

Notícias Relacionadas
Notícias UFS